Publicado por: Nuno Pereira de Sousa | 6 Março, 2009

divisões artificiais de formas de arte

Boa Viagem

Boa Viagem

Ontem, tive a oportunidade de ver 2 filmes. O primeiro intitulava-se Boa Viagem (Bon Voyage), tendo como realizador o francês Jean-Paul Rappeneau. Em tom de comédia, pontuado de vez em quando pelo drama, a acção passa-se entre 1939 e 1940, aquando da ocupação alemã em França durante a II Guerra Mundial. Talvez devido ao tema predominantemente cómico, as interpretações deixam na sua maioria muito a desejar, quase sempre sobre-representadas. É pena, porque o filme é interessante quer a nível de argumento – com excepção do final – quer de realização.

O segundo filme é do incontornável Peter Greenaway, intitulado A Ronda da Noite (Nightwatching), o qual tem por base um argumento que o realizador elaborou a partir do quadro De Nachtwacht do holandês Rembrandt van Rijn. Esta obra tem a marca de Greenaway, seja na composição cénica neoclássica e respectiva iluminação, seja no contraste gráfico entre a sexualidade gratificante e a presença de sofrimento frequentemente a culminar na morte. Greenaway utiliza a linguagem do teatro e da pintura nesta composição da 7ª arte, sem que se defina onde realmente situar a obra. Se o filme gera impacto na imagem, o argumento fica-lhe aquém.

A nível de reaudições de CD ouvi duas também. Far Out Bossa Nova é uma compilação da autoria dessa editora produzida no ano passado, altura em que se celebraram os 50 anos de bossa nova, sendo na verdade uma mostra do catálogo da Far Out. Ao todo são 13 temas, com altos e baixos, como é suposto neste tipo de colectâneas, dos quais destaco Marcos Valle, Celso Fonseca, Clara Moreno, Azymuth, Zeep, Célia Vaz, The Ipanemas, Victor Assis Brasil, Sabrina Malheiros e Democustico.

Reouvi também o álbum Words Are Missing de AGF (i.e., a alemã Antye Greie-Fuchs). A electrónica reveste-se aqui de techno minimal, IDM (Intelligent Dance Music), glitch e microsound, em momentos ora mais enérgicos ora de acalmia. Curioso é também a brochura que complementa a música, reforçando a arte aqui presente. Mas, ao contrário da primeira audição, eu estava pouco receptivo e a música não me interessou por aí além desta vez…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: